#SOMOSAJUDA de 1981 |

1ª Conversa Online: 8 Julho - 17h30

No dia 8, assista à nossa primeira conversa online, gratuita, sobre o tema “Dignidade nas Respostas de Emergência” com convidados muito especiais!

Efeitos da COVID-19 na fome

Em 2019, 822 milhões de pessoas passaram fome. Para a grande maioria delas, a pandemia de COVID-19 não mostrou a sua pior cara. Saiba como estes problemas estão relacionados.

Protegemos as crianças

Em muitas partes do mundo, o direito à alimentação, habitação, educação, cuidados médicos adequados e à proteção contra a exploração sexual ou o trabalho infantil não estão garantidos para milhões de crianças.

Apoiamos as mulheres

Todos os dias os direitos das mulheres são violados. Conheça os projetos que desenvolvemos pelo mundo e os testemunhos de algumas mulheres em ação.

Aqui Também

Apoiamos a infância, a adolescência e as famílias em risco de exclusão em Portugal. Conheça os projetos do programa “Aqui Também”.

Face à COVID-19 #SOMOSAJUDA: Resposta às famílias de Camarate

“Temos famílias que não estão a conseguir pagar a renda de casa, que não estão a conseguir pagar a água, a luz e outras famílias que efetivamente estão numa situação em que já há fome dentro de suas casas”.  Os pedidos de apoio alimentar dispararam devido à COVID-19 e depois de um processo rigoroso de levantamento de necessidades e sinalização dos agregados familiares mais carenciados, a Ajuda em Ação em conjunto com os parceiros locais avançou  com três fases de apoio que ajudaram 268 pessoas, das quais 200 crianças (73 famílias) nesta primeira resposta de emergência face à COVID-19. 

“Queremos fazer mais e para isso precisamos da ajuda de todos”, refere Mário Rui, diretor de programas da ONG em Portugal. Esta resposta de emergência decorreu entre final de abril e final de junho. Para garantir o sucesso desta ação, a Ajuda em Ação contou com doadores e parceiros incríveisMuito obrigado pelo apoio.

Temos tanto para lhe contar…

Como é que a Covid-19 afeta a infância?

Como é que a Covid-19 afeta a infância?

Insónias, birras, pesadelos, medo…é assim que a Covid-19 afeta a infância. Estas são algumas das reações que estamos a observar nos nossos filhos e filhas depois de meses de confinamento devido à...

Emprego e COVID-19: um futuro incerto

Emprego e COVID-19: um futuro incerto

É difícil prever como será o mundo – ou a nova normalidade – quando ganharmos a batalha contra a COVID-19. Mas tudo indica que será um mundo mais desigual, com mais pobreza e maiores taxas de...

Assista à nossa primeira conversa online no próximo dia 8 de julho, pelas 17h30

Em contexto de resposta de emergência, qual a importância do conceito de dignidade? Para refletir sobre este tema fundamental, convidámos Sophia Buller – Ajuda em Ação Moçambique, Pedro Krupenski – Plataforma Portuguesa das ONGD, António Alvim – psicanalista e Mário Rui – Ajuda em Ação Portugal para uma conversa moderada pela jornalista Ana Cristina Pereira (Público). Incrições AQUI.

O que fazemos para proteger os direitos das crianças

Direito à educação e à alimentação

Em Moçambique, cuidamos de crianças menores de cinco anos que sofrem de desnutrição e garantimos a sua educação durante o período pré-escolar. Trata-se de famílias que vivem em comunidades afetadas por catástrofes naturais e que ajudamos, na reconstrução das infraestruturas destruídas. 

Direito à proteção das crianças

No Nepal, lutamos contra uma das maiores flagelos associados à infância, o tráfico de pessoas, através de lares de acolhimento de menores, apoio sanitário e psicológico, programas de reabilitação e apoio legal. Já conseguimos que fossem condenados mais de 1.000 traficantes.

Direito a assistência médica e à saúde

Num dos nossos projetos no México proporcionamos tratamentos para o cancro a crianças que sofrem desta doença e que não têm recursos para se tratarem. Também disponibilizamos alojamento às suas famílias durante o período de tratamento dos seus filhos.

151 milhões crianças no mundo passam fome.

Junte-se a nós para darmos resposta a este e outros desafios do mundo atual. Deixe-nos o seu e-mail e saiba mais sobre os nossos projetos e de como entrar em ação, connosco. Obrigado

Somos transparentes. Certificados por: